Make your own free website on Tripod.com

Caso nº 1: Aneurisma Gigante


Discussão:

A tomografia computadorizada mostrou uma massa de aspecto lobulado medindo 6,0x4,5 cm de densidade heterogênea e parcialmente calcificada perifericamente na região fronto-temporal direita com efeito de massa deslocando a linha media e corno frontal contra-lateralmente.Apos a administração do contraste nota-se um reforço anelar de paredes internas irregular, contornando toda a massa, vista na fase pre-contraste e também um reforço nodular dentro da massa em sua porção mais anterior. A ressonância em T1 sagital mostrou que a massa apresenta sinais de variável intensidade sugerindo natureza tecidual de variável idade, notando ainda imagens linear de ausência de sinal(flow void) compatível com canais vasculares com fluxo.

A partir desses exames foi requisitado arteriografia carotidea direita que mostrou: Anteroposterior(D) e perfil(E) <Preenchimento precoce de aneurisma gigante originado de um ramo Silviano da artéria cerebral media> Anteroposterior(F) e perfil(G) fase tardia < Os vaso tortuoso do aneurisma gigante e melhor visto aqui.

D E F
2d.jpg (18694 bytes) 2e.jpg (16942 bytes) 2f.jpg (18516 bytes)
G
2g.jpg (18608 bytes)

A apresentação inicial do aneurisma gigante e de uma massa intra-craniana , diferentemente de pequenos aneurisma em que a hemorragia subaracnoide predomina. Os sinais e sintomas clínicos são: cefaléia(72%), hemiplegia e hemiparesia(55%), alterações visuais(48%), paralisia de nervos cranianos(31%), disfagia e afasia(27%), náuseas e vômitos(24%) apoplexia (21%), papiledema(14%), deterioração mental e depressão(14%) parestesia(7%) vertigens(3%).

Os achados radiologico de um aneurisma gigante pode se manifestar de vários modos: Em grafia simples de crânio pode aparecer um deslocamento da pineal calcificada causado pelo efeito de massa, um calcificação anelar ou curvilínea ou alterações óssea da tábua craniana causada por efeito erosivo. A tomografia compudatorizada nota-se uma massa oval ou esférica de densidade heterogênea, cujo aumento da densidade representa trombo e imagens lineares de baixa densidade que representa canais vasculares permeáveis na fase não contrastada. Após administração do contraste , uma imagem em alvo pode ser observada o que representa reforço da parede vascular e da luz residual no aneurisma gigante. A ressonância o aneurisma gigante consiste de uma massa de sinais variáveis representando os vários estágios de degradação da hemoglobina, sinais de fluxo lento ou ausência de sinal(flow void) na massa compatível com canais vasculares. Os aneurismas são claramente individualizados do parenquima cerebral adjacente . Gradiente-eco que é mais sensível em demonstrar fluxo lento pode melhorar a demonstração do fluxo lento ao nível do aneurisma. A angioressonancia com "phase constrast" ainda é de eficácia não comprovada . A arteriografia é patognomônico para o diagnostico de ANEURISMA GIGANTE.